25 C
Nova Iorque
quinta-feira, agosto 11, 2022

Em nova fase da Lava Jato, PF investiga contratos do Ministério do Planejamento

Home >> BRASIL >> STF envia para Moro pedido de abertura de investigação sobre Jaques Wagner

Em nova fase da Lava Jato, PF investiga contratos do Ministério do Planejamento

A Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã desta quinta-feira (13/8), a nova fase da Operação Lava Jato, intitulada Pixuleco 2. O alvo das investigações é um operador responsável por arrecadar ilicitamente R$ 50 milhões em contratos relacionados ao Ministério do Planejamento. A suspeita é que parte do dinheiro tenha sido desviado para campanhas do Partido dos Trabalhadores (PT).

Nesta fase, um mandado de prisão e outros 10 de busca e apreensão estão sendo cumpridos em São Paulo, Brasília, Porto Alegre e Curitiba. O alvo do mandado de prisão é um advogado e ex-vereador do PT em Americana (SP) Alexandre Romano. Ele já foi detido e será levado à Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba, quartel-general da Lava-Jato. A participação dele seria no recebimento de valores por meio de empresas de fachada.

Um os mandados de busca e apreensão atinge a empresa do ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, JD2 Consultoria, no Setor Hoteleiro, em Brasília. Dirceu foi preso na fase anterior da Lava Jato, chamada de Pixuleco. Junto com ele, também foram presos Pablo Alejandro Kipersmit, dono da Consist, empresa de consultoria suspeita de pagar suborno a integrantes do PT.

O irmão e o ex-assessor de José Dirceu, Luiz Eduardo de Oliveira e Silva e Roberto Marques, são suspeitos de terem feito transações com fornecedores da Petrobras em benefício do ex-ministro da Casa Civil. Eles também foram presos na fase anterior da Lava Jato.

comentários



Última atualização: 08/13/2015 ás 1:59 PM

Deixar uma resposta

Artigos relacionados

Stay Connected

0FãsCurtir
3,430SeguidoresSeguir
0InscritosInscrever
- Advertisement -spot_img

Artigos Mais Recentes