21.8 C
Nova Iorque
quarta-feira, agosto 17, 2022

Em buscas na casa de Eduardo Cunha, PF apreende celular do deputado




Em buscas na casa de Eduardo Cunha, PF apreende celular do deputado



eduardo-cunha celular smartphone foto dida-sampaio estadao 525x350

Cunha com celulares | Foto: Dida Sampaio / Estadão

A Polícia Federal apreendeu nesta terça-feira (15/12) o celular do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O parlamentar foi alvo de busca e apreensão na Operação Catilinárias, deflagrada pela manhã. O deputado, segundo informações do canal fechado GloboNews, costuma usar o smartphone, com frequência, para postar nas redes sociais e utiliza aplicativos como o WhatsApp para se comunicar com aliados e assessores.

Cunha é acusado por corrupção e lavagem de dinheiro pela Procuradoria-Geral da República, nas investigações da Operação Lava Jato. A ele são atribuídas quatro contas em bancos na Suíça, que ele chegou a negar a existência.

A operação da PF tem outros alvos: o ministro de Ciência e Tecnologia, Celso Pansera (PMDB-RJ), o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), o senador Edison Lobão (PMDB-MA), o deputado Eduardo da Fonte (PP-PE), o deputado Anibal Gomes (PMDB-CE) e o ex-presidente da Transpetro Sergio Machado foram alvo de busca e apreensão.

A Operação Catilinárias cumpre ao todo 53 mandados de busca e apreensão – na Câmara dos Deputados, sede do PMDB em Alagoas, na residência dos investigados, endereços funcionais, sedes de empresas, escritórios de advocacia e órgãos públicos – expedidos pelo STF, referentes a sete processos instaurados a partir de investigações da Lava Jato.

Os mandados, expedidos pelo ministro Teori Zavascki, estão sendo cumpridos no Distrito Federal (9), em São Paulo (15), no Rio (14), no Pará (6), em Pernambuco (4), em Alagoas (2), no Ceará (2) e no Rio Grande do norte (1).

Catilinárias são uma série de quatro discursos do cônsul romano Cícero contra o senador Lúcio Catilina, que teria comandado uma revolução para dissolver o Senado e tomar o poder em Roma em 63 a.C.. Uma das frases mais conhecidas do discurso é a seguinte: “até quando, Catilina, abusarás da nossa paciência?”. Com informações do Estadão e GloboNews.



comentários



Leave a Comment

 


You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


Artigos relacionados

Stay Connected

0FãsCurtir
3,434SeguidoresSeguir
0InscritosInscrever
- Advertisement -spot_img

Artigos Mais Recentes