26.4 C
Nova Iorque
sábado, agosto 13, 2022

Com novo formato, Miss Bahia Latina 2016 será através de concurso

Home >> manchetes >> Deputados da oposição e do governo criticam pedido de prisão preventiva de Lula

Com novo formato, Miss Bahia Latina 2016 será através de concurso

O Concurso

O Miss Bahia Latina deste ano acontece de forma completamente diferente dos demais. Com outro formato, novo coordenador e cheio de inovações, a escolhida a Miss não será por meio de indicações e sim, através de um concurso, que acontecerá no dia 15 de maio, no Teatro Diplomata, em Salvador. Antes da final, as candidatas passam por um confinamento, que serve também como um preparatório.

Para se candidatar, é necessário acessar o site do evento e preencher o cadastro. (http://www.missbahialatina.com). A inscrição é solidária, cada candidata deve doar 1kg de alimento para participar. Após o encerramento das inscrições, os alimentos arrecadados serão doados a uma instituição de caridade.                                                                                                                                                                       

 ♦

Nova Coordenação

Por ser um evento que sempre seguiu o padrão de indicação, o Miss Bahia Latina não era tão divulgado e, por isso, não tinha redes sociais e nem mesmo um site específico para os informativos da Bahia. O atual coordenador, Luiz Ramon Abdon, começou do zero, criando todas as redes sociais do concurso e o site, onde disponibiliza as informações para as jovens que sonham em representar a Bahia no Miss Brasil Latina. “Estou trilouco com a rotina, mas, pra mim, é deliciante estar à frente do concurso. Tenho feito tudo sozinho.”, disse o coordenador.

 ♦

Luiz, que está pela primeira vez à frente do cargo, convidado por Fernando Bandeira, coordenador geral do Miss Latina, se diz realizado. “Estar como coordenador é ótimo, pois é você quem faz seu nome no Estado. Se você realizar um bom concurso terá um ótimo histórico, tanto na vida pessoal como na carreira profissional, e isso, você leva para o resto da vida!”, afirmou.

 ♦

O coordenador, que tem apenas 18 anos, é um exemplo de que idade não quer dizer nada. Tem mostrado maturidade e capacidade para coordenar o concurso. “Eu trabalho, faço faculdade de jornalismo, tenho um blog chamado Audácia Baiana e ainda coordeno o Miss, a minha vida está sendo uma correria! Pra mim, o resultado positivo é de 80%. […] Tem sido tudo tranquilo, boa parte das coisas estão encaminhadas. O que está faltando mesmo são as 27 candidatas para selecionar e montar o espetáculo um dia antes do concurso.”.

 ♦

Pollyana Giffoni e Patrícia Guerra

Em 2013, a representante da Bahia no Miss Brasil Latina foi Pollyana Giffoni. Ela conquistou o segundo lugar. “Eu era bem novinha e tive a oportunidade de entrar no mundo Miss. Decidi participar depois de investigar e ver que o concurso Miss Brasil Latina possui coordenadores idôneos e íntegros.”, relata. 

Pollyana ainda falou sobre as experiências que teve enquanto confinada para o Miss Brasil Latina 2013. “Nem tudo são flores. Em épocas de concurso, como muita gente fica de olho nas candidatas até escolher sua favorita, qualquer suspiro pode ser transformado em algo ruim. […] É uma maravilha você receber elogios, receber torcida de pessoas que não te conhecem, mas estão ali contigo, sua estima aumenta e você acaba vivendo um momento muito incrível e marcante enquanto sustenta o título de Miss.”, afirma a ex-miss.

Já em 2014, a indicada a Miss Bahia Latina foi Patrícia Guerra, que ganhou o Miss Brasil Latina e ficou em terceiro lugar no Miss América Latina Del Mundo.  

 ♦

Patrícia foi convidada a participar do concurso em meados de 2013. “Fui convidada a para representar o meu estado, Bahia, no concurso Miss Brasil Latina. Estudei bastante sobre o concurso, e decidi participar por ver que o mesmo e sua organização são de uma integridade admirável.”, afirma.

 ♦

A Miss revela que teve imensa satisfação em representar a Bahia e fala sobre a família. “Pude mostrar as diversidades do nosso Estado, nossas culturas e principalmente, o que é que a Baiana tem! […] Tenho para mim que minha principal barreira foi ficar longe da minha família, sou bastante apegada a eles.”.

 ♦

Segundo Patrícia, vencer o concurso foi à realização de um sonho, e sua maior conquista foi à admiração das pessoas ao seu redor, que viram o quanto ela batalhou. “Vencer o concurso foi como realizar um sonho e iniciar ali mesmo outro sonho, de trazer a coroa de Miss América Latina para o nosso país novamente. A experiência que obtive e minhas vivências foram únicas. Agradeço a Deus por mais esta conquista na minha vida, e também à coordenação do Nacional, que sempre foram muito carinhosos e dedicados a mim!”, concluiu.

 ♦

Miss Bahia Latina 2016

A vencedora do título de Miss Bahia Latina 2016 disputará a coroa de Miss Brasil Latina com outras concorrentes em Recife. Apesar de concorrer ao título de 2016, a final da disputa será este ano. Além do título de Miss, a escolhida ganhará um book fotográfico, roupas e acessórios, cuidados com a pele, corpo e cabelo, e terá o privilégio de participar de campanhas publicitárias.

 ♦

“A maioria das meninas que sonham em ser miss estão um pouco desacreditadas nas disputas realizadas na capital baiana, devido às máfias e injustiças. Para o Miss Bahia Latina, reservo todo meu aprendizado no universo de beleza, além de proporcionar uma nova história de concurso para o patrimônio cultural do Estado.”, finaliza Luiz Ramon Abdon, Coordenador Estadual do Miss Bahia Latina.

 

 

comentários



Última atualização: 04/15/2015 ás 6:57 PM

Deixar uma resposta

Artigos relacionados

Stay Connected

0FãsCurtir
3,432SeguidoresSeguir
0InscritosInscrever
- Advertisement -spot_img

Artigos Mais Recentes