Menu

Ufba: Campus de São Lázaro sem energia e água; Facom com ameaça de deslizamento

campus são lazaro - campo de futebol ondina Foto Divulgação Ufba

Campus de São Lázaro visto do campo de futebol da Ufba, em Ondina | Foto: Divulgação

A Universidade Federal da Bahia (Ufba) enfrenta problemas desde o início da semana por conta das chuvas que caem em Salvador.

O campus de São Lázaro, onde funcionam as faculdades de Filosofia e Ciências Sociais, completou nesta quarta-feira (17/12) três dias sem eletricidade, após uma infiltração na subestação da Coelba que atende o lugar. A falta de energia também deixou o campus sem água, já que o bombeamento não está podendo ser feito.

 ♦

A assessoria da Coelba afirma que a energia deve ser restabelecida ainda nesta quinta. Segundo alunos, os professores estão terminando as aulas mais cedo por questão de segurança na volta para casa.

 ♦

Na Faculdade de Comunicação (Facom), em Ondina, alguns gabinetes de professores chegaram a ser interditados por perigo de deslizamento de uma encosta nos fundos da faculdade. Em entrevista ao jornal Correio, a diretora Suzana Barbosa disse que a faculdade está funcionando normalmente e funcionários da universidade já trabalham na limpeza do barranco e na colocação de uma lona. A obra também necessita de uma intervenção da Embasa.

O professor Wilson Gomes chegou a comentar a situação no Facebook. “Acabo de ser ‘convidado’ a deixar meu escritório na Universidade Federal da Bahia, por risco de ser soterrado pela encosta de São Lázaro. Até quando? ‘Até quando a EMBASA resolver tudo’, provavelmente não antes do retorno de Cristo ou da volta dos times baianos à primeira divisão. Como sou contra soterrar docentes e pesquisadores, adeus livros, arquivos, computadores e documentos. Se um dia puder, volto para revê-los”, comentou.

comentários

Comments ( 808 )

Leave a Comment

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>